A frase de Trump que não sairá na mídia; "Bolsonaro é meu aliado número um"

20/03/2020

Nesta quinta-feira (19), o presidente dos EUA, Donald Trump, reafirmou uma frase que veio deixar Globo e esquerda roxa de raiva. Mostra o quanto Bolsonaro é importante para a maior nação livre do mundo. Enquanto por aqui o presidente é perseguido e humilhado por todos os lados, fora, diante dos maiores líderes é tido como uma das maiores personalidades do mundo.

Cabe lembrar que Bolsonaro é a terceira personalidade em popularidade do mundo, ficando abaixo apenas do presidente americano e do mandatário da Índia.

A frase dita pelo presidente americano ocorreu na ocasião em que foi questionado sobre o que ele achava da atitude de Bolsonaro em cumprimentar os manifestantes em momentos de pandemia, e ele respondeu: "Ele é meu aliado número um, fiquei super feliz quando soube que ele testou negativo". Acrescentou ainda; "é muito popular no Brasil, o povo o ama".

Essas simples frases ditas pelo chefe da nação mais importante do mundo é de um peso enorme em seu significado e traz para os brasileiros a certeza de que estão do lado certo. Bolsonaro em momento de aperto, não estará só.

Os americanos veem no Brasil um ponto estratégico contra o comunismo na América Latina e em nosso presidente a grande oportunidade de uma virada para o bem no continente. Assim, jamais iriam desampara-lo e perder essa chance única de virada.

Enquanto isso, a inveja da esquerda aumenta diante desta frase, pois como se sabe, seu ídolo, Lula, tinha seus amiguinhos e apoiadores entre a pior rale do mundo como Maduro, Fidel Castro e outros canalhas que destruíram seus povos com ambição desmedida pelo dinheiro.

Apesar da tristeza que os brasileiros de verdade sentem ao ver o presidente ser atacado por todos os lados diariamente, de forma imerecida, pois nunca fez nada de errado, e ao contrário, em pouquíssimo tempo já fez o que Lula e Dilma não fizeram em décadas, observam entretanto, que apesar disso tudo, Bolsonaro não muda.

É aquele mesmo que andava carregado nos braços da multidão por onde passava em suas viagens de campanha. O que se tem observado é que Bolsonaro não demonstra o maior receio nem medo da esquerda, do Congresso, STF, mídia. Com certeza é porque sabe de coisas das quais nós simples brasileiros não sabemos.

Ele sabe que em seu ministério, além de homens de extrema competência no que fazem, tem ainda vários generais, patriotas em seu governo, e o principal, grandes mandatários como o presidente americano e de Israel entre outros. Além é claro, de contar com mais de 80% de apoio da população brasileira.

A esquerda está planejando juntamente com a Globo, conseguir o afastamento de Bolsonaro quando ele tiver mais de dois anos de mandato, pois ai, segundo a lei, não precisa votação popular para a escolha, mas sim uma votação do Congresso. E neste sentido estão preparando Maia que será o escolhido.

Mas isso não ficará assim. Se um dia derem um golpe em Bolsonaro podem ter certeza que haverá uma guerra civil total no Brasil e a população invadirá o Congresso e expulsara Maia e toda a corja.

Portanto, Bolsonaro pode se dar ao luxo de falar o que quiser sem nenhuma preocupação. Mesmo porque não fala nada de errado, só que para corruptos e quem não presta a verdade dói. (Leonardo Bezerra)