Americanos fazem fila para tirar fotos com Bolsonaro, enquanto no Brasil Alcolumbre e Toffoli combinam ataque duro contra o presidente

09/03/2020

Enquanto Bolsonaro é aplaudido por onde passa, mesmo entre os americanos que não conhecem bem o Brasil, mas mostram conhecer os feitos de Bolsonaro, em nosso país grandes tramas são arquitetadas dessa vez por Alcolumbre e Toffoli no sentido de prejudicar Bolsonaro. Agem como carrascos que partem para o castigo antes de julgamento, mesmo porque não há o que julgar.

O Brasil se encontra numa viagem sem retorno. Há a total impossibilidade de governabilidade entre os três poderes. De um lado, Bolsonaro, ministros, forças armadas e população, de outro Congresso, STF, mídia e esquerdistas de todas as espécies infiltrados em postos do governo.

A cada conquista de Bolsonaro, há o abafamento pela mídia e a discórdia ou inveja dos oponentes políticos que imediatamente tratam de fazer alguma falcatrua para modificar, criticar ou desfazer.

Isso não pode continuar. Cabe lembrar, que quem foi escolhido por 57 milhões de brasileiros não foram Maia nem Alcolumbre e que o STF vem de escolha de governos anteriores que praticamente usava esse grande poder da república para não ser molestado em seus erros abismais.

Portanto, não há nem pode haver o menor consenso em termos de governabilidade. São forças opostas em conflito permanente. De um lado, o executivo do lado do bem, dos valores tradicionais, da família, do crescimento do Brasil sem corrupção, da renovação em todos os setores, das novas ideias e novos contatos e parcerias com o mundo.

Por outro lado, vemos a turma da velha política, que não se conformam com um Brasil em que todos os brasileiros possam ter oportunidades. Mas apenas eles, através de salários de reis, mordomias de todos os tipos e proteção de bandidos e de corruptos.

Assim, esse contraste de um Bolsonaro sendo aplaudido num país com pessoas fazendo até filas para tirar fotos com ele e fechando acordos de 100 bilhões de dólares para o Brasil não pode continuar. É muito mesquinho o que esses inimigos de Bolsonaro fazem diante de sua grandeza e superioridade. A esquerda teve quase trinta anos para fazer alguma coisa pelo Brasil e só fez tudo ao contrário afundando o país.

Bolsonaro deixou claro a admiração a Trump e a intenção de fortalecer as relações entre os dois países. O acordo de cooperação militar é uma iniciativa inédita na América Latina, segundo o departamento de defesa dos EUA.

O acordo amplia a entrada brasileira no mercado americano e poderá facilitar a entrada de produtos brasileiros em outros 28 países membros da OTAN; Organização do Tratado do Atlântico Norte.

É muito injusto e injustificável que diante de tantas conquistas de Bolsonaro o presidente seja recebido de volta ao Brasil por tramoias mesquinhas e revanchistas de toda espécie. É um verdadeiro atentado ao povo brasileiro.

Assim, dia 15 de março, tem que ser de toda maneira um marco histórico; É insustentável e injusto a situação em que vive o país apenas por causa de quatro ou cinco homens sem capacidade de entendimento e distantes da vontade do povo brasileiro. (Leonardo Bezerra)