Brasil; país com 81% da população cristã se prepara para enfrentar o carnaval mais degradante de todos os tempos

16/01/2020

Vem ai um carnaval ainda pior do que o do ano passado no que se refere às ofensas ao cristianismo e aos valores das pessoas de bem. Dessa vez, os mais humilhados e debochados pelos desfiles serão Jesus e Bolsonaro. Essa turma maléfica apoiada pelos meios de comunicação esquerdistas derramam todo seu ódio contra Deus e contra as pessoas de bem do país que conta com 81% de cristãos.

O ano passado a Gaviões da Fiel, trouxe um tema com satanás humilhando Jesus, que revoltou as pessoas. Mas isso é fichinha diante do que promete a Mangueira; "um Jesus totalmente modificado, fugindo dos padrões da Bíblia, o que já se pode imaginar o que pode ser. A ideia é ser muito mais ofensivo que a Porta dos Fundos.

Os heróis nacionais do bem; Bolsonaro e Moro, também não escaparão de serem ridicularizados por todos os meios. É importante lembrar que as grandes escolas de samba estão do Rio de Janeiro e são feitas pelas comunidades ligadas aos traficantes inimigos do bem, e principalmente do governo de direita.

Como tem acontecido no Governo Bolsonaro, que não ataca nada e ninguém do contra, essas pessoas e instituições que atacam os valores da direita incluindo a fé da pessoas, recebem o seu troco muito rapidamente. Só um exemplo; o Rio de Janeiro, que já foi a capital do país e é a cidade mais bonita do país, é a que mais sofre violência e misérias humanas de todas as espécies.

Não é por acaso. E isso será cada vez pior na medida em que sua população afrontar o a fé e as coisas de Deus. Claro que nem todas as pessoas são más, mas acabam pagando sem dever, apenas por estarem no lugar errado no momento errado.

Uma pesquisa Datafolha, que não é muito confiável, pois é de esquerda, aponta o seguinte: 50% de católicos, 31% de evangélicos, 10% não tem religião e o resto dos brasileiros entre as minorias como judaísmo, espíritas, etc.

Com isso, dá para se notar que o carnaval, da maneira que é feito, é uma verdadeira afronta ao Brasil. Deixou de ser uma festa de alegria, criatividade, e virou num deboche partidário, favorecendo e divulgando todos os valores da esquerda. Por isso mesmo virou antro de artistas debochados e lacradores, espetáculo para os meios infernais como a Rede Globo e o paraíso de tudo que não presta. (Leonardo Bezerra)