Carta vergonhosa de 152 bispos contra Bolsonaro divide a igreja

31/07/2020

Não bastasse a grande quantidade de inimigos invejosos que não suportam o sucesso do governo de Bolsonaro, agora bispos da igreja católica entram na fila dos ataques com ódio. Na tal "carta ao povo de Deus", direcionada a Francisco, o que não faltam são ataques políticos ao governo, como se esse fosse culpado de tudo que acontece no país.

Embora mencionem na carta que não tem interesses políticos, a malfadada carta é pura politicagem do começo ao fim. Lembra mais um ataque do PT ao governo do que algo vinde de bispos.

Claro que esses bispos da CNBB, que não são a maioria, são aqueles mesmos amiguinhos de Francisco, apoiadores de todas as ideias socialistas e comunistas como aborto, ideologia de gênero, destruição da família, LGBT e tudo que é contra o verdadeiro cristianismo e até mesmo contra a verdadeira Igreja Católica.

Na carta, passam a ideia de que Bolsonaro não faz nada pelo povo. Nó mínimo ou estão desinformados ou agem de má fé. Na verdade quem não faz nada são eles mesmos que trancados em suas casas luxuosas abandonaram os fiéis a própria sorte durante a pandemia, não trazendo sequer uma palavra de encorajamento.

A CNBB sempre foi conhecida como a amiguinha da esquerda e de Lula, por isso mesmo agora não suportam ver o sucesso de Bolsonaro e a ideia de que essas ideias da teologia da libertação, que pregam disfarçadamente o socialismo não tem mais vez no Brasil.

Já com as trapalhadas e falcatruas de Francisco, aliando-se ao governo chinês, e apoiando a ideia da igreja mundial que de cristã não terá nada, os brasileiros ficaram divididos. Há praticamente duas igrejas, a de Francisco, cheia de aberrações como o Sínodo da Amazônia e sua própria falta de fé genuína e desrespeito ao sagrado e a tradicional, baseada ainda na tradição e nos verdadeiros valores cristãos que não se misturam com essas novas ideias.

Apesar de tudo, esses bispos não são a maioria, pois dos 480, esses 152 assinaram a carta.

Se no Brasil há um cidadão que bem representa o cristianismo esse é o próprio Bolsonaro. Um homem honesto que passou por décadas dentro de um covil de lobos corruptos sem nunca se corromper. Um homem humilde, que apesar de sua posição anda em meio do povo, o único presidente, que escolheu seu lema na palavra de Deus e assim a vem cumprindo.

Tudo isso provoca muita inveja por aqueles que se dizem santos mas que na verdade são lobos em pele de cordeiro. Como é que esses bispos cara de pau, que estavam ao lado de um Lula, desonesto em tudo, corrupto e nenhum modelo de moral para ninguém vem agora criticar um governo que nada faz de errado em nenhum sentido?

O verdadeiro cristão católico deve lembrar que no Brasil só há duas correntes, a da direita, que divulga e pratica os verdadeiros valores deixados por Cristo e a da esquerda que é oposta, prega e pratica tudo que é desonesto, corrupto, feio, degradante, contra a família, contra as crianças, a favor de bandidos, de ladrões e de tudo que não presta e não serve para a humanidade.

Assim, estamos e ficaremos cada vez mais divididos. Não há como conviver duas correntes opostas. Como alguém pode ir à verdadeira igreja católica e ao mesmo tempo ser a favor de aborto e de ideologia de gênero? (Leonardo Bezerra) Deixe seu comentário