Datena chama Bolsonaro de bundão, mais um que trai a amizade do presidente

25/08/2020

Datena esqueceu as várias vezes que se valeu de Bolsonaro para conseguir audiência em seu programa e não entende que o presidente está cansadíssimo de tanta perseguição da imprensa e que portanto estourar com algumas palavras é mais que natural. Esquece as milhares de humilhações que tem recebido da imprensa que está unida para derruba-lo.

O presidente Bolsonaro, por um lado, é o maior amigo que o povo brasileiro já teve em todos os tempos e por outro é o maior inimigo da imprensa, simplesmente porque fala a verdade sem medo e não se mistura com essa gente que vinha moldando o destino no país como verdadeiros donos do povo.

Segundo Datena, o que o presidente fez foi abrir um caminho de duas mãos, ou seja, antes, só a imprensa tinha o direito de dizer palavras torpes contra o presidente, mas com o presidente chamando os jornalistas de "bundão", abre-se um precedente, ficando as agressões de ambas partes.

É muito estranho o apresentador reivindicar esse direito, "o de só a imprensa poder falar o que bem entender contra o presidente e este ficar calado o tempo todo".

Ora, quem quer ser respeitado deve primeiro respeitar o outro. E isso a imprensa não vem fazendo de nenhuma maneira. É claro que o "bundão" ao que o presidente se referiu tem endereço certo. São aqueles que lhe torram a paciência o tempo todo. Portanto, não se refere a toda a classe jornalística.

É notório que os jornalistas já não são como os de antigamente, onde a verdade era prioridade. Hoje, o que conta é o escândalo. Por isso mesmo andam encima das figuras públicas tentando ver "chifres em cabeça de cavalo". Quando não conseguem, como é o caso dos que perseguem Bolsonaro, partem para a agressão.

Muitos dos apoiadores de Bolsonaro, praticamente usam de seu carisma e popularidade em determinado momento e quando acham que não mais precisam simplesmente o traem sem mais nem menos. Esquecem que o mundo dá muitas voltas e que o povo também mudou, não é mais bobo e sabe muito bem avaliar quem faz algo de fato pelo pais.

Quem se lembra da simplicidade e bondade de Bolsonaro dando entrevista ao Datena, certamente ficou revoltado com as palavras do apresentador. Isso não se faz com um amigo. Muito menos para defender um tipo de jornalismo que perdeu totalmente a noção da verdade e da honestidade.

O apresentador esqueceu dos milhões de brasileiros que apoiam Bolsonaro como nunca aconteceu na história do Brasil.  Portanto agredir Bolsonaro  é dar um tiro no pé; é perder audiência e credibilidade.  (Leonardo Bezerra). COMPARTILHE E DEIXE SUA OPINIÃO.