Dória com medo; autoriza a abertura de fábricas em todo o estado de São Paulo

27/03/2020

O atrevimento do governador de São Paulo, João Dória, só durou um dia. Depois da tremenda reprimenda que recebeu de Bolsonaro na quarta-feira, e já na quinta vendo o governo remanejando todo os generais, advogados de vários estados pedindo estado de defesa e ainda um grupo de advogados que pretende pedir seu impeachment resolveu apressadamente dia 26 autorizar a abertura de todas as fábricas do estado de SP.

Bolsonaro tinha razão desde o início. A tal da quarentena horizontal, e que todas as pessoas ficam em casa não dá certo e pode afundar o país, o que é muito pior que a Covid19.

Assim, depois da farra feita por Dória, conclamando todos os governadores a uma quarentena total, contra a ideia de Bolsonaro, que prefere uma quarentena vertical, onde só pessoas de risco ficam em casa, teve que voltar atrás de maneira vergonhosa praticamente admitindo que realmente não tinha razão.

As mercadorias começam a faltar nos supermercados e as que restam sofrem de aumentos de preços abusivos. Caminhões não estão chegando ao SEASA em São Paulo. Flávio Bolsonaro posta vídeo de produtores jogando fora suas produções por falta de caminhões para transporta-las.

Caminhoneiros tendem a parar, pois não encontram locais para fazer suas refeições, tomar banho e mecânicos pelas estradas, com tudo fechado.

Muitas empresas dependem uma das outras para continuar seu funcionamento, inclusive as empresas de fabricação de equipamentos, remédios, e tudo o mais ligado à saúde.

Parece que a bronca de Bolsonaro não atingiu somente o Dória, ainda ontem, dia 26 o Mato Grosso tornou-se no primeiro estado a liberar o comercio.

Na Bahia governador (do PT) para desespero da esquerda, autorizou a abertura do comercio naquelas cidades onde não tenha chegado o coronavírus.

Nos estados do sul comerciantes e fabricantes fazem passeatas de carros pelas ruas pedindo a abertura do comercio.

Enquanto isso, em Brasília, Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos deputados, veio com a ideia de uma ajuda de R$ 500,00 por mês para trabalhadores informais. Imediatamente Bolsonaro aumentou a essa ajuda para R$ 600,00 o que agradou muito mais a todos.

A pressão está sendo muito grande aos governadores. Afinal não há nenhuma justificativa de pessoas que não correm nenhum risco de morte, como pessoas sadias com idades abaixo dos 60 anos ficarem de molho em casa, gastando o que não tem e vendo seus patrões afundarem em dívidas com seus negócios fechados.

Bolsonaro tinha razão desde o início e a cada dia que passa isso vai sendo comprovado na prática. Os governadores que insistirem com a quarentena horizontal inevitavelmente virarão inimigos do povo que de toda maneira sairão às ruas com quarentena ou sem ela. Isto mostra que nosso presidente é um estadista de primeira, que tem grande visão do que realmente importa e não essa visão mesquinha e politiqueira dos governadores.

O povo nas ruas em todo o Brasil e comércios abertos é questão de pouco tempo. Assim que a geladeira esvaziar e o dinheiro no bolso acabar não há quem fique em casa passando fome. A única solução é a volta ao trabalho custe o que custar. (Leonardo Bezerra)