Enquanto argentinos veem seu país afundar na esquerda, uruguaios festejam novo governo de direita e recebem Bolsonaro com manifestações de alegria

02/03/2020

Os uruguaios tiveram muita sorte; por um lado, puderam se inspirar no sucesso do governo de direita no Brasil e por outro observar a derrocada e a queda da Argentina depois da insistência em escolher governo de esquerda. Assim, principalmente inspirados em Bolsonaro, nasce nova esperança de dias melhores no país e por isso nosso Presidente é aclamado pelas multidões em Montevidéu como verdadeiro herói.

Nunca se viu um Presidente de um país ser tão aclamado por um povo que não é o seu. Mas isso aconteceu domingo nas ruas de Montevidéu. Multidões se aglomeravam por todos os lados com bandeiras do Uruguai e até brasileiras por onde Bolsonaro passava e o grito da multidão com entusiasmo e alguns com lágrimas nos olhos era algumas vezes, "Bolsonaro, Bolsonaro..., e outras; Brasil, Brasil."

Bolsonaro não é "Mito" só no Brasil, é por onde passa. Leva esse carisma de um autêntico brasileiro; isso expressa sua inteligência, capacidade de luta por seus ideais, e aqui cabe aquela frase já conhecida; "brasileiro nunca desiste".

Ontem, nosso Presidente deu ao Brasil um verdadeiro presente; o orgulho a cada um de nós de ver um brasileiro ser aclamado por multidões de pessoas agradecidas por ele ter inspirado uma virada para o bem num país que vinha definhando a 15 anos sob o peso aterrador de uma esquerda sinistra e cruel que massacrava o povo com suas ideologias nefastas.

Bolsonaro com a primeira dama Michele e comitiva, embarcou domingo para Montevidéu, para participar na posse do novo presidente, Luís Lacalle Pou.

TEMAS RELACIONADOS:

Argentinos já se arrependem de ter votado na esquerda; vem aí uma nova Venezuela 

A cerimônia foi dividida em três etapas; às 14 horas no Palácio Legislativo com sessão solene de Compromisso de Honra e Declaração de Fidelidade. Às 15h15, na Praça Independência, transmissão de mandato e posse dos novos ministros e às 18h15, no Palácio Estevez, cumprimentos protocolares dos chefes de delegações.

Estiveram presentes também à posse de Lacalle Pou o rei da Espanha, Felipe VI; e os presidentes do Chile Sebastián Piñera; do Paraguai, Mário Abdo Benitez e da Colômbia, Iván Duque.

Lacalle Pou prometeu em seu discurso "um governo incansável"; com certeza muito inspirado em Bolsonaro; mesmo porque se viu claramente que a grande maioria da população do país vê no Brasil e especialmente em Bolsonaro, um modelo a ser seguido em busca de progresso, prosperidade e mudança radical de atitude com relação as valores.

Por sorte; os uruguaios não tiveram por anos uma lavagem cerebral como a impingida pela Globo aos brasileiros, já que por lá a TV é fraca e aliada a isso é um povo muito diferente de seus vizinhos, os argentinos. Pautam mais pela paz, sensatez e um certo equilíbrio. Para se ter uma ideia; quase não se ouve nada sobre o Uruguai. Parece as vezes um país invisível, mesmo para nós que somos vizinhos. Muito ao contrário dos argentinos.

Assim, o novo governo tem tudo para dar certo e mudar totalmente o rumo do país, a exemplo do Brasil novo que está surgindo a cada dia que passa com o governo de Bolsonaro. (Leonardo Bezerra)