Foro de São Paulo, inimigo do Brasil

04/12/2019

No âmbito geral, a maioria das pessoas quando pensam em Lula, apenas lembram-se de corrupção e roubo. Mas na verdade Lula foi pior do que muita gente pensa. E deixa para trás, além de um Brasil quase falido, uma herança maldita, talvez a pior de todas. O Foro de São Paulo, o maior inimigo do Brasil e da América do Sul.

Foi fundado em 1990 por Lula e Fidel Castro, segundo ele mesmo declara orgulhoso em suas apresentações patéticas. O Foro é a maior e mais nefasta organização política que já existiu na América Latina e uma das maiores do mundo. Une todos os governantes esquerdistas do continente, mais de uma centena de partidos legais de esquerda e o pior de tudo; várias organizações criminosas ligadas ao narcotráfico e à indústria dos seqüestros como as Farc e o MIR, ligados num ideal comum.

O Foro de São Paulo, por muito tempo passou desapercebido do povo brasileiro, pois a grande mídia com tendência de esquerda não tinha o menor interesse em divulgar a existência de uma organização criminosa ligada ao governo da época. Mas foi denunciado em 1º de setembro de 1997 pelo advogado paulista José Carlos Graça Wagner.

Aos poucos os frutos do mal foram surgindo com o Foro desfazendo governos em toda a América Latina, elegendo presidentes de seu interesse. Então o nome do Foro foi aparecendo cada vez mais, mas como se fosse uma organização qualquer de esquerda.

Na medida em que os graves males que esses governos causavam aos seus países é que o mundo foi se dando conta de quão terrível é esta entidade que só trás desgraças. Casos mais recentes podem ser vistos com toda clareza, como a Venezuela.

Em geral a linha de pensamento dessa turma é aquela de sempre; favorável ao aborto, à invasão de terras e propriedades privadas, valorização de minorias para dividir o povo, contra religião, favorável a toda aberração de ordem moral, contra a família, etc.

Valem-se de lavagem cerebral, colocando na cabeça das massas que o grande inimigo é o capitalismo. Mas o estranho é que seus líderes são grandes capitalistas, donos de grandes propriedades e riquezas imensuráveis e quando são expulsos de seus países nunca procuram um país de esquerda para viver, mas vão morar normalmente no país que eles mais criticavam em seus discursos mentirosos; os Estados Unidos.

Apesar de sua grandeza nos últimos anos o Foro se encontra em verdadeira crise perdendo poder a cada dia que passa. De seus vários governos que passaram pelo poder, só restam dois no poder; Na Argentina e na Venezuela.

Alguns fatores vieram a acordar o povo da América do Sul contra o comunismo, entre eles a derrocada total da Venezuela, que veio despertar as pessoas. Outro ainda a prisão de Lula e agora com sua soltura, ele mesmo deixa evidente que é um insano e de uma maldade sem limites, além de que todo seu histórico de roubo e corrupção mostrado ao mundo deixa bem claro quem é o criador do Foro de São Paulo. Mas sem dúvidas, a grande inspiração de direita que veio levar milhões de pessoas da América do Sul a uma reflexão, e percepção de que nem tudo estava perdido, foi o advento do Governo Bolsonaro. De repente, para todos esses povos oprimidos, ficou claro que há uma luz no fim do túnel, que o bem ainda existe e pode vencer. Assim com essa inspiração se deu por exemplo, a expulsão de Evo Morales na Bolívia e a recente candidatura de um presidente de direita no Uruguai.

Dentro de pouco tempo, com o Brasil novo de Bolsonaro, a América do Sul nunca mais dará espaço a esquerda e o Foro de São Paulo chegará ao seu fim. (Leonardo Bezerra)