Francisco; um Papa escondido quando mais a cristandade do mundo precisa dele

22/03/2020

Os Papas são conhecidos por estar do lado de seu rebanho em todas as situações críticas. Na peste negra, na Primeira e Segunda Guerras Mundiais, etc. Mas Francisco não honra o nome que escolheu pois São Francisco não evitava os doentes e até procurava os leprosos. Papa Francisco, pelo visto não se preocupa com ninguém.

Nesta situação terrível em que está a humanidade, os milhões de cristãos por todo o mundo, receberiam um alento de esperança, se fossem incentivados e convocados pelo Papa à oração, a ter calma, a ter esperança... Mas em vão. Estamos diante de um Papa invisível.

Acompanhando-se a agenda do Papa no site oficial do Vaticano, observa-se que diariamente ele reza uma missa rápida as 7h na Capela da casa Santa Marta, um local fechado com a presença apenas de alguns religiosos.

Segundo a referida agenda, sua mais recente audiência também em ambiente fechado, foi dia 18 as 9h30. Assim como a missa, essas audiências são filmadas e divulgadas. Portanto, grande ocasião para ele se dirigir aos cristãos do mundo nesta ocasião de pandemia. Entretanto, o tema foi estritamente religioso e rápido e nenhuma palavra para as pessoas do mundo.

Ninguém está querendo que o Papa apareça em público, mesmo por causa de sua idade e porque já não há nenhum público em Roma. Entretanto, com os meios de comunicações, ele poderia ter a gentileza de dizer uma palavra de encorajamento sem mesmo precisar sair de sua cama. Mas nada tem feito. Deixa o povo abandonado numa indiferença incrível.

Mas isso já era de se esperar. Para um Papa amigo dos piores ditadores comunistas da América Latina, que recebeu afetuosamente o ladrão Lula isso é normal. Só que esse Papa está cometendo o maior erro que se podia imaginar. Está dando um tapa na cara dos milhões de católicos de todo o mundo que morrem em hospitais, que estão abandonados em suas casas muitos sem ter o que comer, outros perdendo seus pequenos negócios e empresas e a humanidade diante da incerteza do que virá.

Esse Papa tem sido uma vergonha para o Catolicismo. Praticamente dividiu a igreja entre tradicionais e os incautos que o apoiam. Não se pode esquecer o recente Sínodo da Amazônia, promovida por ele, uma verdadeira aberração com a tentativa de misturar cristianismo com práticas pagãs dos índios. Enfim, um Papa que em cada palavra irradia erro e ódio ao bem e ao correto da tradição católica.

Uma fato que cabe observar-se é que depois do episódio do "tapa na mão da chinesa", tudo descambou em fracasso para o Vaticano e para o Papa. O próprio coronavírus pode ser um castigo de Deus contra a arrogância do Papa e de vários milionários do mundo e autoridades esquerdistas que já tinham data marcada, 24 de maio, para o anúncio do "governo mundial". Uma ideia furada que viria a destruir o resto de bem que ainda há no mundo.

E como se sabe, Papa Francisco, é um dos principais articuladores dessa ideia horrenda além de servir de garoto propaganda da ideia, não medindo esforços para irradia-la.

Assim, ao contrário de muitos outros Papas que foram verdadeiros santos, nada de novo essa indiferença vinda de Francisco, pois demonstra o que ele é. Um falso cristão, oportunista de esquerda a serviço do comunismo. (Leonardo Bezerra)