Governadores e mídia fazem guerra aberta a Bolsonaro; se continuar assim vem ai uma guerra civil

29/03/2020

Aproveitando-se ao máximo da situação causada pelo Covid-19, os políticos de esquerda, mídia e governadores tentam criar uma verdadeira guerra contra Bolsonaro. Agora, chefiados pelos governadores, em total desobediência ao presidente. Isto tem provocado a ira do povo que se vê cada vez mais sufocados pela falta de dinheiro, emprego, falta de viveres nos supermercados e ainda por cima enjaulados.

Nos últimos dias, tem-se intensificado as manifestações do povo pelas ruas de todo o país. O plano da esquerda é o de gerar o caos para pedir o impeachment de Bolsonaro. Esquecem que a cada dia eles estão gerando inimigos entre o povo. Agora os insatisfeitos com a prisão domiciliar pela qual estão passando não são apenas os bolsonaristas.

Aquelas pessoas neutras ou indiferentes à política estão sentindo no bolso a tragédia que ficar em casa gastando e esperando o desemprego causa.

Os brasileiros estão por um fio. Se os políticos tentarem algo contra Bolsonaro, uma guerra civil será inevitável. Com ou sem forças armadas apoiando, o povo em peso vai varrer do mapa petistas e políticos esquerdistas de toda espécie incluindo governadores e a mídia.

É inadmissível que no pior momento de uma nação, quando todos deviam estar unidos por uma causa comum que é o combate e controle do coronavírus, os aproveitadores usam desse momento para tentar derrubar o governo legitimamente escolhido pela maioria da população. Agravado ainda mais pelo fato deste, não dar a menor razão para afastamento.

A guerra está sendo aberta e descarada. No nordeste, fontes e pessoas denunciam em vídeos que as mortes por vários motivos, incluindo até acidentes de transito estão sendo contabilizadas pelas autoridades como coronavírus.

Em São Paulo, a cada fala de Dória na TV é uma agressão e desrespeito a Bolsonaro. Além de ter juntamente com o governador do Rio de Janeiro, prorrogado a quarentena horizontal onde todos tem que ficar em casa.

Além da Globo, grande parte da mídia TV e jornais, passam o tempo inteiro alardeando coronavírus. Não falam nada de bom que acontece como as ações do governo e a queda da doença em outros países. Esquecem que outras doenças tem matado muito mais que este vírus.

Segundo a Universidade de Hamburgo o número de mortes no mundo nos primeiros dois meses de 2020 foram os seguintes:

2.360: Coronavírus

69.602: Resfriado comum

140.584: Malária

153.696: Suicídio

193,479: Acidentes de carro/ônibus

240.950: morte por HIV

358.471: Álcool

716,498: Fumar

1.177.141: Câncer

Portanto não há razão para manter pessoas sadias, não propensas a pegar ou morrer por coronavírus em prisão domiciliar propiciando a ruina das empresas e do comercio que é o ganha pão de toda a população. É de uma maldade e falta de humanismo extremo o que os governadores estão fazendo com a população.

Levam milhões no caminho da fome, incluindo ai crianças. A economia do Brasil tem seu maior peso no comércio e serviços, justamente as duas áreas mais atingidas. Por outro lado, de nada adiante as fabricas funcionando se não tem para quem vender (comércio) nem quem transporte seus produtos.

Não só as pessoas que estão enjauladas em casa estão revoltadas, mas também milhares de profissionais que embora trabalhando, se veem afetados pelo fechamento dos estabelecimentos. Dentre estes, os mais atingidos são os caminhoneiros, sem ter onde parar para alimentação ou manutenção de seus veículos.

Outros profissionais das ruas que simplesmente perderam seus empregos de uma hora para outra foram os motoristas de aplicativo. Tiveram que devolver seus veículos quando alugados e aqueles que tem veículo próprio ainda não pago, já não tem como pagar prestações.

A quarentena Vertical desejada por Bolsonaro, quando só ficam em casa as pessoas de risco, como idosos e doentes, foi taxada pelos governadores desobedientes, como ridícula, esquecendo do povo e do exemplo dos países onde foi adotada.

Enquanto essa turma do mau destila ódio através dos meios comparsas de sua crueldade, Bolsonaro e sua excelente equipe não param de trabalhar em todos os âmbitos, seja o financeiro para aliviar todos os empregados e empresas ou as ações ligadas diretamente ao combate e prevenção da doença com a liberação de milhões e ações de toda espécie para controlar o vírus, fechamento de fronteiras e impedimento de entrada de estrangeiros. (Leonardo Bezerra)