No Brasil em vez da família de vítimas de bandidos receber auxilio, quem recebe é a família do bandido

04/02/2020

Para o preso no Brasil a situação é muito boa. Recebe umas boas férias onde fica sem fazer nada, com casa e comida garantida e seus familiares que viviam do fruto do roubo ou outro delito, não ficam desamparados, recebem o auxílio reclusão do governo. Dinheiro suado que vem do trabalho das pessoas de bem. Apesar de tudo, no Governo Bolsonaro esse benefício injusto diminuiu em 30%.

Os governos de esquerda anteriores, deixaram praticamente tudo que não presta protegido e inclusive bem pago. Artistas bem pagos para não fazer coisa nenhuma de útil, redes de comunicações, empresas fraudulentas, universidades, enfim... Nem os criminosos escaparam de serem protegidos por leis absurdas e dinheiro.

É revoltante, ver assassinos impiedosos, que assaltam pessoas indefesas e mesmo sem receber nenhuma reação em muitos casos atiram e matam as vítimas e depois, quando são presos, são considerados "vítimas da sociedade" e lhes é oferecido vantagens e assistência à suas famílias através do "auxilio reclusão". Dinheiro que vem no INSS, muitas vezes em detrimento de pessoas que contribuíram a vida total para o tal instituto.

O governo sustenta atualmente cerca de 800 mil presos gerando um custo elevado e inútil que pesa afinal no bolso dos cidadãos que contribuem para o INSS cujos trabalhadores muitas vezes tem seus benefícios negados ou suspensos em reflexo dos privilégios dos bandidos.

As famílias de vítimas de assaltos e vários outros crimes são esquecidas sem nenhum direito enquanto o pessoal dos tais "direitos humanos" não saem das cadeias procurando facilitar e denunciar qualquer coisa que atinjam os presidiários. Não existe direitos humanos para quem perde um filho, pai ou marido vítima da criminalidade.

Muitos brasileiros trabalham o mês todo para receber as vezes, até menos que o valor do auxílio reclusão, que é dado à família de um criminoso. E este por sua vez, vive uma vida de férias onde não falta nada e com tempo para planejar novos crimes.

O Governo Bolsonaro tem feito de tudo para mudar essa situação mas enfrenta ferrenha oposição de políticos corruptos no congresso e na câmara. Recentemente até o STF, através de Gilmar Mendes, se manifestou contra a diminuição do referido benefício. Claro que vindo desse ramo do poder, nada menos se podia esperar pois é conhecido por defender bandidos como Lula, e recentemente até o pior inimigo do Brasil o gringo Glenn.

Este é apenas um dos aspectos do governo Lula e Dilma, que deixaram um país destroçado e tudo o que não presta muito bem pago, assessorado e organizado. É incrível como tem pessoas que defendem essa corja de ladrões que continuam fazendo de tudo para atrapalhar o crescimento do Brasil. (Leonardo Bezerra)