Regina Duarte chega fazendo faxina na Secretaria da Cultura com exoneração de elementos contrários ao governo

05/03/2020

Os governos de esquerda deixaram todos os ministérios e secretarias infectados por elementos do PT e outros nocivos ao pensamento de direita. Assim, o primeiro passo é a total desinfecção com a retirada de elementos corruptos e favoráveis a tudo que não presta. Regina Duarte faz como primeiro ato, essa retirada de maus elementos que certamente iriam fazer de tudo para deturpar a Secretaria.

Com sua posse oficial dia 4, Regina Duarte é a nova Secretária desse setor tão importante para o Brasil. Mas não poderia iniciar seu trabalho sem antes uma faxina na casa. Entre os vários exonerados estão Dante Mantovani, presidente da Funarte, Camilo Calandreli secretário de Fomento e Incentivo à Cultura e Paulo Cesar Brasil do Amaral, presidente do Instituto Brasileiro de Museus.

Bastante aclamada pelo povo, Regina Duarte demonstra que vem para trabalhar com força total na Secretaria. Cabe lembrar que Cultura no Brasil foi totalmente deturpada pelo PT. Basta lembrar aquelas exposições do Santander e outras onde crianças tocavam em corpos de homem nu, figuras religiosas deturpadas, espetáculos teatrais com pessoas nuas e muito mais. Tudo em nome de uma cultura enganosa e nefasta com tendência a valorizar a mais profunda miséria do ser humano.

É incrível que com tanta coisa bela que o ser humano é capaz de fazer, esses esquerdistas tenham focado todo seu trabalho em mostrar e incentivar inclusive crianças e jovens às mais profundas misérias.

O pessoal de esquerda não consegue por exemplo, ver a Europa totalmente destruída de valores verdadeiros, onde a vida vive mergulhada em miséria e parece nem valer mais a pena e mesmo assim fazem de tudo para implantar essas ideias por aqui.

TEMAS RELACIONADOS:

Em vídeo, artistas que não se venderam ao PT apoiam Regina Duarte 

Regina Duarte do lado dos brasileiros nas manifestações previstas para 15 de março 

O Governo do Presidente Bolsonaro chegou na hora certa para dar um basta a tudo isso. Por isso mesmo as multidões de brasileiros agradecidos aplaudem e torcem por esse governo jamais sonhado e que tem o cuidado de trabalhar em cada Ministério, com pessoas corretas, honestas que busquem o bem para o país.

Assim, a primeira coisa a ser feita diante de cada Ministério ou de cada Secretaria é uma completa desinfecção contra essas ervas daninhas que ficaram prontos para continuar com sua destruição do bem.

Eis os exonerados da Secretaria da Cultura:

- Paulo Cesar Brasil do Amaral, presidente do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM);

- Reynaldo Campanatti Pereira, secretário da Economia Criativa;

- Rodrigo Maximiniano Junqueira, secretário de Difusão e Infraestrutura Cultural;

- Camilo Calandreli, secretário de Fomento e Incentivo à Cultura;

- Marcos de Almeida Villaça Azevedo, secretário de Direitos Autorais e Propriedade Intelectual;

- Dante Henrique Mantovani, presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte);

- Mauricio Noblar Waissman, coordenador-geral da Política Nacional de Cultura Viva, do Departamento do Sistema Nacional de Cultura;

- Gislaine Targa Neves Simoncelli, chefe de gabinete da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura;

- Ricardo Freire Vasconcellos, diretor do Departamento do Sistema Nacional de Cultura;

- Raquel Cristina Brugnera, chefe de gabinete da Secretaria da Economia Criativa;

- Ednangela dos Santos Barroso dos Santos, diretora do Departamento de Promoção da Diversidade Cultural.

Claro que essa retirada não foi sem mais nem menos, mas fruto de estudos de cada caso para que nada impeça a nova Secretaria de exercer seu mandato com segurança e ao lado de pessoas competentes que desejam acima de tudo um Brasil novo e melhor e não a corrupção e a miséria como vinha acontecendo. (Leonardo Bezerra)